Olá, selecione a sua localidade:

Notícias

Compre seu certificado digital com quem é líder do mercado


10 mitos do imposto de renda que podem te confundir

14/04/14 08:08:26
São Paulo - Não é preciso muito esforço para se confundir na hora de declarar o Imposto de Renda. Com muitos detalhes, o contribuinte pode facilmente deixar de aproveitar algumas vantagens, ou pode se esquecer de declarar alguma informação e acabar retido na malha fina.
 
 
1 Quem não tem imposto a restituir, não precisa declarar
 
Mesmo que não haja imposto a pagar ou a receber, você pode se encaixar nas regras de obrigatoriedade de entrega da declaração.
 
Deve declarar o IR 2014 quem recebeu em 2013: rendimentos tributáveis superiores a 25.661,70 reais; rendimentos isentos, não tributáveis ou tributáveis exclusivamente na fonte superiores a 40 mil reais; ou quem possuía bens e direitos superiores a 300 mil reais em 31/12/2013.
 
Outras situações que obrigam o contribuinte a entregar a declaração de IR são: ter feito operação em Bolsa de Valores; ter passado à condição de residente no país em 2013; e ter obtido ganho de capital com a venda de bens e direitos. A declaração é obrigatória também para produtores rurais que tiveram rendimento superior a 128.308 reais em 2013.
 
2 Quem é isento não deve nem pensar em declarar
 
Mesmo que você tenha recebido menos de 25.661,70 reais em 2013 e se encontre desobrigado a declarar, pode ser interessante entregar a declaração. Se tiver havido alguma retenção de imposto na fonte durante o ano, como nos salários, você pode ter direito à restituição do imposto retido. Nesse caso, a entrega da Declaração de Ajuste Anual é a única maneira de obter o valor a ser restituído.
 
(...)
 
 
Quer saber tudo sobre Imposto de Renda? Acesse: www.certisign.com.br/ir
Declaração pré-preenchida e muito mais.
 

Fonte: Portal Exame