Sala de Imprensa

Confira as últimas novidades do mercado de Certificação e Identidade Digital


Pandemia: veja como se proteger de links falsos na web

09/07/20 10:45:00

Cuidado onde você clica e com o que você compartilha. Isso mesmo! Com a pandemia Covid-19 aumentaram as tentativas de golpes na internet e o motivo é simples: as pessoas estão mais vulneráveis e avidas por informações sobre a doença e tudo o que está atrelado a ela, como doações, descontos em compras on-line, entre outros. 

“É preciso ter atenção para evitar dor de cabeça. Ao clicar em links os quais você não conhece a origem você pode instalar arquivos maliciosos em seu dispositivo. O mesmo cuidado se deve ter ao compartilhar notícias ou correntes. Não é raro os cibercriminosos criarem sites falsos para doações ou notícias, que estimulem, não somente o clique, como a inserção de dados. E aí, o estrago pode ser grande: dispositivo infectado e/ou informações roubadas”, explica Márcio D’Avila, especialista em segurança digital e consultor técnico da Certisign.

Uma das maneiras de se proteger dos sites maliciosos é sempre ter instalado um antivírus, seja em seu smartphone, tablet, notebook ou computador, além de manter atualizado o respectivo sistema operacional.

Como saber se um site é verdadeiro?

Segundo D’Avila, os sites autênticos são protegidos pelo Certificado Digital SSL, protocolo de segurança que identifica o ambiente web onde você está e garante uma transmissão de dados segura. Veja as dicas para evitar golpes na internet e saiba como identificar um site seguro para navegação e inserção de dados.

Dica 1: recebeu um e-mail ou mensagem com uma corrente ou notícia? Verifique a ortografia. Remetentes fraudulentos e links falsos costumam ter pequenos erros de digitação para que não seja perceptível ao usuário. Afinal, eles não podem ter um endereço de e-mail ou URL do site igual ao da loja/site original. 

Dica 2: parece que está tudo ok e você está no site? Antes de iniciar a navegação ou inserir os seus dados, verifique a presença do Certificado SSL. “Os sinais de um site seguro são: cadeado fechado no navegador, a letra S no HTTP, ficando HTTPS, e o selo de segurança, geralmente presente no rodapé da página ou na parte de pagamento. Importante dizer que, além de checar essas características, é preciso clicar no cadeado ou no selo para conferir se, de fato, você está na página para a qual o SSL foi emitido”, finaliza.